Desafio

A Gerar (Geração de Emprego, Renda e Apoio ao Desenvolvimento Regional) é uma organização social sem fins lucrativos. Ela promove o desenvolvimento social a partir de projetos educacionais, transformando a realidade das pessoas no Brasil e
possibilitando que elas sejam protagonistas das suas próprias histórias.

A Gerar oferece alternativas de ensino para jovens de baixa renda por meio de diversas ações educacionais, tais como o Programa Aprendiz Legal e o Programa Gerar Estágios que já promoveram a inserção de mais de 11.000 jovens no mercado
de trabalho.

O terceiro programa da entidade, que a cada dia atrai mais jovens, é o Gerar Idiomas. O objetivo é oferecer um segundo e até um terceiro idioma para agregar aos alunos um conhecimento cada vez mais exigido pelas empresas. O projeto tem valores
subsidiados e bem abaixo do praticado pelo mercado, sendo que, 10% dos alunos têm bolsa integral para estudar inglês, o idioma mais procurado tanto pelos jovens quanto pelos empregadores.

Solução

A solução da Rosetta Stone é utilizada por mais de 100 alunos do Projeto Gerar Idiomas com idades entre 14 e 24 anos. Com destaque para inglês e francês, ela é a principal ferramenta de aprendizagem e se baseia em um modelo híbrido de ensino.

A plataforma da Rosetta Stone é a fonte essencial de todo o programa, é nela que os alunos têm acesso à gramática e ao vocabulário, por exemplo, desenvolvendo competências para ouvir, falar, ler e escrever em uma nova língua. Além disso,
para complementar o conhecimento adquirido através da plataforma online, os alunos têm aulas presenciais semanais de uma hora e meia para treinar ainda mais a conversação e solucionar dúvidas. Os professores acessam a plataforma e
preparam as aulas baseando-se no que os alunos estão aprendendo no curso da Rosetta Stone.

Benefícios

Os cursos Rosetta Stone de inglês são oferecidos desde 2016 para todos os alunos que participam de todos os programas da Gerar: cerca de 90% dos que estudam algum idioma têm computador em casa e acessam a plataforma diariamente.

Para os alunos que não têm computador, a organização disponibiliza a ferramenta para ser acessada na sede da Gerar. Hoje, mais de 100 alunos participam do Gerar Idiomas. A preferência principal é pelo inglês, mas existem ainda grupos específicos
que estudam francês, espanhol, japonês e árabe, entre outros idiomas não incluídos na grade regular, mas que podem ser escolhidos.

Em 18 meses, o Gerar Idiomas já formou 30 alunos utilizando a solução da Rosetta Stone: de acordo com a Gerar, os alunos gostam de estudar na plataforma por ser prática e de fácil compreensão.

Ações de Engajamento

Com base nos relatórios oferecidos na ferramenta, a Gerar percebeu que a média de acesso mensal para o programa de idiomas poderia aumentar. Para melhorar essa realidade o Gerar Idiomas criou uma nova abordagem para engajar os alunos: os professores começaram a trabalhar em sala de aula uma metodologia sociointerativa e comunicativa, ou seja, a Gerar passou a usar o cotidiano dos alunos para auxiliar no ensino de línguas. Se o aluno trabalha em uma farmácia, por exemplo, uma das etapas é a conversação sobre os assuntos que envolvem esse tipo de cotidiano.

Essa mudança fez com que o número de participação nas aulas online dobrasse, passando de uma média de duas horas para quatro horas e meia por mês.